Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Maria

A minha cadela, anda mais sonolenta que o normal. mas se chega alguem da familia fica toda activa . Se estiver comigo em casa sozinha anda mole, deita se no sofa e anda mole. Ela tem 3 anos.. eu ando preocupada. obrigada pela sua atençao

O veterinário responde

Boa noite Maria,

São inúmeras as causas que podem conduzir a um quadro de prostração (abatimento, sonolência) como o que refere. É um sinal muito inespecífico pelo que pode estar presente num grande número de patologias. Assim, recomendo que se dirija com a sua cadela ao médico veterinário que a segue para que este possa realizar um exame clínico detalhado, alcançar um diagnóstico e poder instituir o tratamento adequado.

Não deve cair na tentação de administrar qualquer medicamento sem aconselhamento veterinário prévio. Muitos fármacos utilizados em medicina humana são tóxicos para os animais de companhia

Obrigado,

Carlos Sousa

Nuno Salgado

O meu gato ficou rouco e começou a vomitar e regurgita um líquido esbranquiçado. Esteve em contacto com um gato vadio que tentei introduzir em minha casa. Tem 6 anos, castrado e não vacinado. Recentemente outros dois gatos meus começaram a ter o mesmo.

O veterinário responde

Boa noite Nuno,

Pela sua descrição existe a possibilidade de estarmos perante um agente infeccioso e contagioso entre gatos. Porém existem inúmeras causas que cursam com o quadro que refere.

Assim sendo, recomendo que os seus gatos sejam consultados pelo seu médico veterinário que, através de um exame físico detalhado, poderá obter um diagnóstico e iniciar a terapêutica mais adequada.

Obrigado,

Carlos Sousa 

 

Vanda Enfermeiro

Boa noite tenho uma cadela Tekel que está com cólicas abdominais, e veterinario mandou fazer "flagil 250mg" por 5 d e Laveolac 1 c de chá 2 X dia de manhã e noite, 1/2 saqueta de Ulcermim, isto a 26 de Dez 17, agora está na mesma, devo repetir tratame

O veterinário responde

Boa noite Vanda,

Uma vez que acha não ter havido uma melhoria clínica, recomendo que volte a contactar o veterinário  que está a acompanhar o caso, já que foi quem examinou a sua cadela e lhe instituiu o tratamento. Assim, poderá fazer uma reavaliação do estado da sua cadela e tomar a melhor decisão quanto ao tratamento.

Relembro que não deve de forma alguma medicar o seu animal sem aconselhamento veterinário prévio.

Obrigado,

Carlos Sousa

Marília Emílio

Boa noite, a minha cadelinha é rafeira, de porte pequeno com cerca de 6kg. Está com as orelhas com um odor horrível e está sempre a abanar a cabeça. Já tomou uns comprimidos (clavaseptin 50mg) e agora está com um xarope(augmentint125mg)

O veterinário responde

Boa noite Marilia,

As causas de otite são várias e incluem: otites parasitárias (ácaros), otites bacterianas e otites fúngicas. Assim, o ideal seria que a sua cadela fosse avaliada novamente por um médico veterinário por forma a determinar qual o tipo de agente envolvido e para que o tratamento adequado fosse instituído, uma vez que estas situações podem, por vezes, agravar-se.

Realço a importância de não administrar nenhum medicamento ao seu cão sem ordem médica pois existem vários fármacos que são usados em medicina humana que são extremamente tóxicos, podendo ser mesmo letais, para os nossos animais de companhia.

Obrigado,

Carlos Sousa

Maria Rosa Liz e Batista

Tenho uma cadelinha com 8 meses, arraçada de Pincha com workchier e ela tem a vagina dela muito inchada e um pouco avermelhada. Anda sempre a lamber. Gostaria de saber se é normal, ou se é algum tumor ou cio. Ou se terei que a levar ao Veterinário.

O veterinário responde

Boa noite Maria Rosa.

Numa cadela com 8 meses o mais provável é que se trate efetivamente do aparecimento do 1ºcio. Normalmente as cadelas têm o primeiro cio entre 6 e 8 meses de vida. Porém pode existir uma variação individual, podendo surgir perto dos 12 meses de idade.

Na maioria das cadelas, o cio ocorre a cada 6 meses, porém isso pode variar para intervalos mais curtos ou mais longos entre os ciclos. Cadelas idosas tendem a ter um intervalo entre cios maior.

As alterações mais evidentes durante esse período de cio são o inchaço da vulva e o corrimento. Pode observa-se também micção frequente e alterações de comportamento.

Como já foi referido, as cadelas apresentam o período de cio, em regra, 2 vezes ao ano e durante um período de cerca de 21 dias. Nos primeiros 10 – 12 dias, a cadela apresenta perdas de sangue que podem ser facilmente identificadas pelo dono, mas é nos 10 a 12 dias seguintes que a cadela está recetiva ao macho.  Contudo, existem cadelas em que o período de cio pode ser um pouco mais prolongado.

Obrigado,

Carlos Sousa