Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Brígida Machado

A minha cadela tem uma grande anemia e elevados indices de infeção que lhe foram diagnosticados hoje, segdevido ao rebentamento de um tumor no fígado. Disseram-me que teria de eutanasiá-la. Não posso fazer mais nada? Pode ser tratada? Estou desesperada!!!

O veterinário responde

Boa noite Brígida,

Apenas com essas informações não é possível dar uma opinião.

Se não está esclarecida sobre o quadro clínico e com as opções de tratamento, recomendo que aborde o seu veterinário ou, se necessário, que recorra a um veterinário para uma segunda opinião.

Obrigado,

Carlos Sousa

José Costa

Eu queria saber quais as formas de saber se a trataruga esta morta.

O veterinário responde

Bom dia José.

O âmbito deste site diz apenas respeito ao gato e cão como animais de companhia. Assim, deverá procurar ajuda junto de um médico veterinário especialista nestas espécies.

Obrigado,

Carlos Sousa

Joana Pereira

Boa noite. Tenho uma cadela, a Ísis, é uma pinscher miniatura e vai fazer 7 meses no dia 1 de Abril. Para além dela, temos o Snoopy, também um pinscher. Hoje reparamos que a zona genital da Isis estava vermelha e inchada. Será que houve acasalamento?

O veterinário responde

Boa noite Joana,

Pela sua descrição, a sua cadela poderá estar em cio. O acasalamento é provável, no entanto não é recomendado que a sua cadela engravide antes do terceiro cio. 

Desta forma, recomendo que os separe fisicamente. A administração da pílula tem contraindicações sérias, e por essa razão não aconselho nunca o seu uso. A sua utilização pode culminar em infeções uterinas e tumores mamários, não sendo como tal, o método contracetivo mais aconselhável. Caso não pretenda que tenha ninhadas no futuro, uma outra opção, de longe a melhor, é sem dúvida a esterilização (ovariohisterectomia) uma vez que é definitiva e traz grandes benefícios na prevenção de doenças do trato reprodutivo. A médio prazo, acaba por ser a solução mais económica. 

Obrigado,

Carlos Sousa

Micaela

Boa noite! Tenho um cão com 3 meses, hoje de tarde levei-o um pouco para passear, quando voltamos umas horas depois vi que tinha manchas vermelhas na barriga e fez fezes com sangue. Devo levar ao veterinário? Obrigado

O veterinário responde

Boa noite Micaela,

A maioria das doenças de pele em cães é causada por ectoparasitas (pulgas), infeções bacterianas ou fúngicas, por reações de hipersensibilidade (alergias) ou até mesmo por problemas endócrinos, e como tal, as manchas que refere podem ter várias origens, impossibilitando desta forma um diagnóstico.

A presença de sangue nas fezes deve sempre ser investigada. A sua causa pode ser bacteriana, vírica, parasitária, ou alimentar (ingestão de algum alimento que não faça parte da dieta ou em mau estado de conservação), sendo que qualquer uma delas pode provocar inflamação do intestino e, consequentemente, o aparecimento de sangue nas fezes. Dependendo da idade do animal a suspeita pode ser maior ou menor para cada uma.

É muito importante que os cachorros sejam passeados na rua só após a conclusão do primeiro protocolo vacinal, já que existe um elevado risco de contraírem doenças infeciosas transmitidas pelos dejetos de outros animais ou águas paradas.

Dada a idade do seu cachorro e os sinais clínicos que descreve, sugiro que este seja avaliado por um médico veterinário com brevidade para que se possa realizar um exame físico completo e, se necessário, recorrer a exames complementares para alcançar um diagnóstico e instituir o tratamento adequado.

Obrigado,

Carlos Sousa

Nathalia Lobo

Minha cadela raça caniche, tem 6 anos, e esta acima do peso,.nos últimos 3 dias ela tem feito um ruído ao respirar, como se ressonasse, não sei se ela está costipada ouse pode ser algo no coração. Agradeço desde ja

O veterinário responde

Boa noite Nathalia,

Os sinais que descreve, embora muito inespecificos, podem ser graves, colocando em risco a vida da sua cadela. Assim sendo, recomendo que ela seja consultada, com brevidade, pelo seu médico veterinário com o intuito de obter um diagnóstico e iniciar a terapêutica mais adequada.

Obrigado,

Carlos Sousa