Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Andreia

Boa noite Dr. tenho uma gato bosques da Noruega com 4 anos de idade. Ultimamente tenho reparado que por vezes as fezes dele são acompanhadas de sangue não é recorrente mas por vezes noto veios de sangue. O que poderá ser? Obrigada

O veterinário responde

Bom dia Andreia,

A presença de sangue nas fezes é  algo que deve ser investigado. A causa pode ser parasitária, vírica, bacteriana, tumoral ou alimentar (por ter comido algo diferente do habitual ou em mau estado de conservação). Qualquer uma destas causas pode provocar inflamação do intestino e aparecimento de sangue nas fezes. Dependendo da idade do animal, a suspeita pode ser maior ou menor para cada uma. Se a sintomatologia persistir recomendo que procure a ajuda do seu médico veterinário com brevidade para que este possa fazer um exame clínico, chegar a um diagnóstico e poder instituir o tratamento adequado.

Obrigado,

Carlos Sousa

liudmila pochekutova

SAUDE DE CADELA ELA ESTA A COMER PROPRIO PELE DELA DE RABO DELA ESTA FICAR A CARECA QUE EU POSSO A FAZER BEM PARA SAUDE DELA ELA AJ VEZES COME A NOSSA COMIDA E DORMI PARA BAIXO DAS COBERTOR PORQUE ELA FAZ ISSO E QUE POSSO A TRATAR DELA MAS DE PREFERENSIA

O veterinário responde

Boa noite Liudmila,

A manifestação de prurido (comichão) é o sinal clínico mais comum para uma grande diversidade de doenças dermatológicas caninas, e uma das razões mais frequentes de apresentação à consulta dermatológica. O prurido pode ter origem em causas  dermatológicas, sistémicas, neurológicas e psicogénicas. A maioria das doenças dermatológicas pruríticas em cães é causada por ectoparasitas (pulgas), infeções bacterianas ou fúngicas, ou por reações de hipersensibilidade (alergias). Como referido, o prurido pode ter muitas causas, logo a sua abordagem clínica não se limita às doenças de pele. Assim, deverá dirigir-se com a sua cadela ao seu médico veterinário com o objetivo de diagnosticar a causa deste problema e instituir a terapêutica necessária.

Obrigado,

Carlos Sousa

Bárbara

Adotei uma cadelinha com 3 meses e 1,5kg. Hoje, ficou presa no portão que fechou na totalidade, restando no máximo 2cm até tocar no chão. Aparentemente ela está bem, mas até que ponto pode ter partido uma costela ou outro ferimento interior? Obrigada

O veterinário responde

Boa noite Bárbara,

Esse tipo de acidentes pode causar lesões externas e internas. Para descartar qualquer tipo de lesão recomendo que a sua cadelinha seja examinada com brevidade pelo seu médico veterinário. Este, após um exame clínico completo e, se necessário, exames complementares de diagnóstico (raio-x, ecografia) determinará se existe alguma lesão. 

Obrigado,

Carlos Sousa

Maria João Marques

Boa tarde. A minha gata tem um fungo e neste momento está a tomar um xarope de acordo com o peso dela que sao 1900kg. Ja toma este xarope ha 6 dias e o pêlo não parece que esteja a crescer . Acha que deva consultar outro veterinário? Obrigada

O veterinário responde

Boa noite Maria João,

Uma vez que acha não ter havido uma melhoria clínica, recomendo que volte a contactar o veterinário  que está a acompanhar o caso, já que foi quem examinou a sua gata e lhe instituiu o tratamento. Assim, poderá fazer uma reavaliação do estado da sua gatinha e tomar a melhor decisão quanto ao tratamento.

Relembro que não deve de forma alguma medicar o seu animal sem aconselhamento veterinário prévio.

Obrigado,

Carlos Sousa

antonia carvalho

tenho uma whestie( 5 anos) com dermatite atopica toma nas crises ciclosporina como é esterizada , comwe a rayol canin esterizados o champoo ó Doux (peles sensiveis ou o malaseb) como é branca suja-se muito qual alternativa entre banhos que possa utilizar

O veterinário responde

Boa noite Antónia,

Uma vez que a sua cadela sofre de dermatite atópica deve ser criteriosa no que concerne aos produtos que pode usar.

Existem no mercado umas toalhitas hipoalergénicas que poderá experimentar no intervalo entre banhos. Contudo, sugiro que, antes de as usar, pergunte directamente ao seu médico veterinário acerca da possibilidade do seu uso, uma vez que é ele quem acompanha o caso e saberá se serão apropriadas para o seu caso em particular. 

Obrigado,

Carlos Sousa