Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Soraia

Boa noite tenho uma cadela com 2 meses procurava uma boa comida em relação a qualidade preço.Qual o nutriente que temos de ter em atenção na escolha da comoda.obrigado

O veterinário responde

Boa noite Soraia,

O mais importante não é procurar um nutriente específico na ração mas sim uma ração de qualidade superior a todos os níveis. Deverá optar por uma ração que seja específica para a idade do seu animal, de forma a cumprir todos os requisitos nutricionais desta fase de crescimento.

Aconselho que se dirija a uma loja especializada e procure informação acerca da oferta existente.

Obrigado,

Carlos Sousa

PAULA antunes

Dr o meu gato tem espirrado algumas vezes por dia. Que me diz!

O veterinário responde

Boa noite Paula,

É frequente os gatos, especialmente aqueles não vacinados, infetarem-se com vírus e bactérias do trato respiratório superior que provocam sinais clínicos compatíveis com aqueles que refere (espirros). É importante que procure a ajuda de um médico veterinário para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado, pois, por vezes estas infeções podem evoluir para quadros muito complicados.

Não deve cair na tentação de administrar qualquer medicamento sem aconselhamento veterinário prévio.

Obrigado,

Carlos Sousa

Sara Santos

Boa Noite, tenho um gato laranja europeu comum de 1 ano, chamado Garfield. Desde já algum tempo que ele tem se demonstrado agressivo, mordendo me as pernas e os braços a ponto de me deixar a sangrar. Também ultimamente ele tem miado muito. Obrigada.

O veterinário responde

Boa noite Sara,

As manifestações de agressividade que refere podem ter várias causas. Pode existir uma patologia subjacente que justifique essa mudança de comportamento, pelo que será importante descartar, através de uma consulta veterinária, essa hipótese.

Os gatos são animais extremamente sensíveis a mudanças no seu ambiente, assim sendo deverá tentar minimizar todos os factores que lhe causem stress.

Recomendo que o seu gato seja avaliado pelo seu médico veterinário que, através de um exame clínico detalhado, poderá averiguar a existência de qualquer patologia que esteja na base desta alteração comportamental. Caso não exista nenhuma patologia que o justifique, poderá optar por uma consulta com um veterinário especializado em comportamento animal.

Obrigado,

Carlos Sousa

Pedro Miguel

Boa TardeTenho um gato que de vez em quando parque que tem tipo ataques.Fica com a respiração acelerada, com os olhos mt arregalados, batimentos cardiacos mt altos e nem se consegue manter em pé. Depois passa e fica normal.Pedro Miguel.

O veterinário responde

Boa noite Pedro,

Os sinais que refere, embora preocupantes, são bastante inespecíficos. Poderá tratar-se de uma patologia do foro cardiovascular ou neurológica. Será importante entender se os "ataques" que refere são síncopes ou convulsões.

Recomendo que o seu gato seja consultado pelo seu médico veterinário que, através de um exame clínico rigoroso, poderá obter um diagnóstico e iniciar a terapêutica mais adequada.

Obrigado,

Carlos Sousa

Milena

Boa noite tenho uma cadela pastor alemão de 06 meses, que amanheceu com diarreia tipo sangue e com algumas lombrigas junto, nao quer comer esta MT triste, pode me ajudar. Obrigada Milena

O veterinário responde

Boa noite Milena,

Estando o seu cachorro parasitado é imperativo que proceda à sua desparasitação interna, repetindo-a passados quinze dias. Se ainda assim o problema persistir deverá desparasita-lo internamente novamente, e sempre 15 dias após a toma anterior, enquanto forem saindo parasitas.

A presença de parasitas internos pode ter consequências graves e por vezes fatais em cachorros, devendo, portanto, dirigir-se ao seu médico veterinário caso a situação não seja resolvida com sucesso. As alterações gastrointestinais causam alterações hidroelectrolíticas que levam a desidratação severa. Recomendo que procure ajuda do seu médico veterinário para que institua o tratamento adequado.

Obrigado,

Carlos Sousa