Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Paula Cervi

Boa noite. Tenho um persa com dois anos castrado. Dou-lhe ração Acana e dou também sempre um pouco de húmida. É uma ração boa,? Não destingue a Acana de castrados ou não visto ser sem cereais . Dou esta por me dizerem ser a melhor, é verdade?

O veterinário responde

Boa Noite Paula,

A ração Acana para gatos é uma ração premium, rica em proteina e com elevado teor de carnes frescas, com limitação dos hidratos de carbono (como referiu, sem cereais). É uma optima escolha em termos nutricionais, porém devemos avaliar a resposta individual de cada animal: qualidade do pêlo e vitalidade, forma e consistencia das fezes, apetite e condição corporal. Se essa avaliação for positiva, então a ração Acana será uma boa escolha para o seu persa.

 

Obrigado,

Carlos Sousa

Vitor Marques

O meu pónei apresenta focinho inchado lateralmente, falta de vitalidade e apetite e fezes solidas com sangue, que poderá ter?

O veterinário responde

Boa noite Vitor,

O âmbito deste site diz apenas respeito ao gato e cão como animais de companhia. Assim, deverá procurar ajuda junto de um médico veterinário especialista nestas espécies.

Obrigado,

Carlos Sousa

Suse Aragão

Boa noite,Resolvi adotar um cãozinho porque tenho 2 bebés uma com 2 e outra com 16 meses. A raça é cocker so q ela está muito parada sempre a dormir e parecia que estava entalada. Será normal

O veterinário responde

Boa noite Suse,

Os sinais que refere são bastante inespecíficos e podem estar presente numa grande variedade de patologias. Assim sendo, o mais aconselhável será que o seu cão seja consultado pelo seu médico veterinário que através de um exame físico detalhado, poderá chegar a um diagnóstico e iniciar a terapêutica mais adequada.

Realço a importância de não administrar qualquer medicamento sem ordem médica pois existem vários fármacos que são usados em medicina humana que são extremamente tóxicos, podendo mesmo ser letais, para os nossos animais de companhia.

Obrigado,

Carlos Sousa

Inês

Vou adotar dentro de dois dias uma pastora alemã com 2 meses e gostaria de esclarecer:A partir de que altura começo a dar banhos?,Qual a quantidade de comida diária(e quando devo aumentar)?,E o que fazer em relação a desparasitantes externos? Obrigada

O veterinário responde

Boa noite Inês,

Ao adotar um animal, é de extrema importância que este seja visto e examinado por um Médico Veterinário. A primeira consulta é fundamental não só para conhecer o estado clínico do cachorro, receber todas as informações sobre o desenvolvimento e as necessidades e particularidades da raça em questão, mas também para estabelecer um protocolo vacinal e de desparasitação adequados.

A primeira vacina deverá ser efetuada às 6 semanas de idade. Esta primeira vacina permite que o cachorro comece a criar as suas próprias defesas contra uma das principais doenças que afetam os cachorros a parvovirose. Após 3/4 semanas, deverá fazer o 1º reforço contra a parvovirose, protegendo-o ainda contra várias outras doenças, como esgana, hepatite infeciosa canina, tosse do canil e leptospirose. 4 semanas depois, deverá fazer o 2º reforço. Até completar a primo-vacinação (programa vacinal inicial), o cachorro não deve passear em locais passíveis de ser frequentados por animais não vacinados, nem ter contacto com animais doentes. A partir dos 4 meses deve fazer a vacina da raiva - obrigatória por lei - geralmente feita por volta dos 6 meses de idade. Este é apenas um protocolo vacinal frequente, mas deve ser o médico veterinário que fizer o exame clínico do seu cão a estabelecer o protocolo vacinal mais adequado, de acordo com diversos fatores.

Quanto à alimentação, existe no mercado uma grande variedade de rações que apresentam diferenças de qualidade e de preço. Deverá escolher uma ração que esteja associada a uma marca de referência e indicada para o seu animal (raça, peso, idade, etc). Uma boa ração deverá preencher todas as necessidades nutricionais para o seu cão, não sendo preciso introduzir outros alimentos. Nos cães, a alimentação deve responder às necessidades nutricionais, de acordo com as seguintes fases: júnior (2 aos 12 meses), adulta (em média, dos 12 meses aos 7 anos), sénior (5 anos nos cães de raças grandes, 7 anos nos cães de raças médias e 8 anos em cães de raças pequenas). Deve fornecer 3 a 4 refeições por dia até que complete os 6 meses de idade; a partir daí, pode reduzir a frequência para 2 refeições diárias. O objetivo é comer pouca quantidade, várias vezes. A quantidade varia consoante a marca comercial e portanto deverá consultar a tabela da embalagem que indica a quantidade (em gramas) de ração por dia de acordo o peso e idade do seu cachorro. Estas quantidades são uma média, que poderá aumentar ou diminuir consoante a condição corporal do cachorro e as suas necessidades.

Neste sentido, aconselho que contacte o local que selecionou para seguir a sua futura cadelinha para que possa ser acompanhada da melhor forma.

Obrigado,

Carlos Sousa

 

Diana

A mia é uma cadelinha de 2 anos arraçada de Jack Russel Terrier, ultimamente tem lhe aparecido umas borbulhas / bolhas nas orelhas, vermelhas e inchadas que põe a orelha dela quente e vermelha, aparece e instantes depois desaparece e volta ao normal. Pff

O veterinário responde

Bom dia Joana,

Os sinais que refere são bastante inespecíficos. Pela sua descrição pode estar patente uma patologia a nível dermatológico, pelo que seria importante a sua cadela ser examinada pelo seu médico veterinário que, através de um exame clínico rigoroso, poderá obter um diagnóstico e iniciar a terapêutica mais adequada.

Obrigado,

Carlos Sousa