Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Maria Possante

Boa tarde. A minha gata têm umas manchas na parte de fora das orelhas. Devo ficar preocupada?

O veterinário responde

Boa noite Maria,

As manchas podem ter inúmeras origens, e a sua descrição infelizmente não é suficiente para que possa aconselhá-la.  A abordagem terapêutica poderá ser diferente consoante o tipo de lesão, Assim sendo, recomendo que o seu gato seja consultado pelo seu médico veterinário.

Obrigado,

Carlos Sousa

Lesya Rozna

O gato de 5 anos tem cheiro horrivel da boca, parece carne estragada.gengiva inflamada. Recusa comer ração

O veterinário responde

Bom dia Lesya,

O mau hálito (halitose) pode ser devido a doença periodontal, abcessos, doença sistémica, etc.

A doença periodontal é a afeção mais comum da cavidade oral dos felídeos e afeta os tecidos de sustentação do dente. O agente responsável pela doença periodontal é a placa bacteriana acumulada sobre a superfície dos dentes. Vários outros fatores parecem influenciar no desenvolvimento da doença periodontal tais como a raça, a genética, a idade, o comportamento de mastigação, a saúde geral, a oclusão dentária, a nutrição e a consistência dos alimentos. Inicialmente, a manifestação clínica da doença periodontal é a gengivite que é reversível se a placa bacteriana for removida. Se a gengivite não for controlada, conduz à periodontite que é irreversível e pode progredir para a destruição do osso alveolar e dos tecidos de suporte do dente. Estadios avançados da doença periodontal podem conduzir a complicações locais e sistémicas. As consequências locais incluem as fístulas oronasais, as fracturas patológicas, as complicações oculares, a osteomielite dos ossos maxilar e mandibular e o aumento da incidência de neoplasias orais. A nível sistémico podem estar associadas a doenças renais, hepáticas, pulmonares ou cardíacas, a alterações articulares e a meningite, entre outras. A tosse poderá ocorrer indiretamente, quando os pulmões ou o coração são afetados.

 A melhor forma de tratar a doença periodontal é actuar na sua prevenção, de modo a reduzir a quantidade de bactérias da cavidade oral, sendo a escovagem diária dos dentes o melhor método para evitar a deposição de placa e cálculo dentários. No entanto, muitas vezes é necessária a ajuda profissional médica para a realização de uma destartarização, uma vez por ano.

Aconselho que consulte o seu médico veterinário o quanto antes uma vez que o seu animal está a rejeitar a alimentação. O colega irá realizar um exame clinico completo de forma a determinar a causa e o tratamento adequado.

Convido-a a visualizar o vídeo "As rações e a saúde dentária", na secção sobre alimentação, aqui no Vet Online.

Obrigado,

Carlos Sousa

João Mendes

muito bom dia, tenho uma tartaruga hieroglifica e recentemente comecou a apresentar umas manchas brancas na carapaca, tem cerca de 1 ano e dois meses, e tem crescido ultimamente, o aquaterrario esta limpo e tem lampada UV, o que podera ser?

O veterinário responde

Boa tarde João,

O âmbito deste site diz apenas respeito ao gato e cão como animais de companhia. Assim, deverá procurar ajuda junto de um médico veterinário especialista nestas espécies.

Obrigado,

Carlos Sousa

Rui Noné

Boa tarde Dr., tenho uma dúvida eu adoptei uma gata em janeiro deste ano ela tinha 2 meses, com 6 meses foi esterilizada, agora a dois dias atrás ela ficou com a menstruação. Isso é normal?

O veterinário responde

Boa tarde Rui,

O corrimento vaginal que refere não é normal numa gata esterilizada. Aconselho que se dirija ao seu médico veterinário com brevidade. 

Obrigado,

Carlos Sousa

Sonia

Boa noite eu tenho um cachorrinho com dois meses ele hoje so me tem feito diarreia e nao tem apetite podia me ajudar

O veterinário responde

Boa noite Sónia,

As causas de diarreia são diversas e incluem: presença de parasitas intestinais, mudanças alimentares (alteração da marca da ração sem uma prévia transição gradual ou rápida transição, por exemplo) ou fornecimento de alimentos que não fazem normalmente parte da dieta do seu animal (exemplo: leite), patologias sistémicas (pancreatites, problemas renais e hepáticos), viroses, entre outras.

Assim sendo, recomendo que procure  ajuda do seu médico veterinário que irá avaliar o seu animal, realizando os exames complementares que achar necessário, de forma a alcançar um diagnóstico definitivo e iniciar o tratamento adequado.

Obrigado,

Carlos Sousa