Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

António Ramos

Bom dia!Poderei ter aminha cadela Emma (21 dias de idade) num pátio ao ar livre, devidamente vedado a outros animais e com áreas de sol e de sombra?

O veterinário responde

Boa noite António,

Um animal assim tão jovem beneficiaria bastante de um lugar com um controlo térmico mais apropriado. Nesta fase da vida estará mais indicado que permaneça no interior da habitação de modo a não esteja sujeito a oscilações térmicas como as que ocorrem no exterior.

Obrigado,

Carlos Sousa

Filomena

Resgatei 3 gatinhos com 15 dias, a mãe morreuEles tem os olhos sempre colados e quando limpo deitam o que parece pusJá coloquei Clodovil e não melhoram

O veterinário responde

Boa noite Filomena,

A descrição que faz é sugestiva de uma infecção vírica, que é frequente em gatinhos juvenis. É frequente que exista, concomitantemente infecção bacteriana o que leva ao aparecimento do referido pus. Apesar de ser uma condição relativamente frequente, requer intervenção médica urgente. Se não for tratada devidamente e atempadamente pode deixar sequelas irreversiveis e até mesmo colocar a vida em risco.

Assim sendo, recomendo que os seus gatos sejam consultados pelo seu médico veterinário, que depois de um exame físico detalhado, pode obter um diagnóstico e iniciar a terapêutica mais indicada.

Obrigado,

Carlos Sousa

Alvaro pinto

Boa tarde!!tenho um labrador com 1 ano e hoje reparei que abaixo da orelha tinha uma ferida e acho que deitou pus...o que me pode aconcelhar??obrigado

O veterinário responde

Boa tarde Álvaro,

A ferida que o seu cão apresenta deve ser avaliada pelo seu médico veterinário para iniciar o tratamento adequado (pelo que descreve a ferida parece estar infetada). Só o exame realizado por um médico veterinário permitirá obter um diagnóstico definitivo, que poderá ir desde uma pequena ferida até um abcesso, ou até o problema ter origem no ouvido, uma vez que a localização da ferida é muito próxima do pavilhão auricular.

Até ser visto por um médico veterinário poderá limpar a ferida com soro fisiológico, aplicar uma pomada cicatrizante e colocar um colar. No entanto recomendo que procure ajuda do seu médico veterinário o mais breve possível.

Obrigado,

Carlos Sousa

Paula Silva

Boa-tarde. Há 15 dias adotei uma gata de cerca de 7 meses, que era de rua,e já vinha esterilizada. Desde essa altura foge de nós em casa, e esconde-se debaixo do sofá. Aparece para comer e fazer necessidades, mas não conseguimos pegar nela. O que fazer ?

O veterinário responde

Bom dia Paula,

Conseguir a confiança de um gato assustado pode ser um desafio. Contudo existem alguns truques que pode tentar:

- Proporcione-lhe um ambiente calmo livre dos ruídos que o seu gato mais detesta: portas a bater, aspirador a trabalhar, televisão em alto volume, etc.

- Enriqueça o ambiente do seu gato com arranhadores, brinquedos e espaço vertical (os gatos gostam de observar o mundo que os rodeia, sentindo-se em segurança). Pode ainda recorrer a difusores elétricos de análogos de feromonas felinas, cujo efeito calmante nesta espécie está já cientificamente provado.

- Não persiga o seu gato. Deixe que seja ele a procura-la. E, sobretudo, nunca o encurrale, deixando-lhe sempre uma saída desimpedida e um refúgio onde se possa esconder sem ser perturbado.

- Aproveite para o acariciar antes das refeições para que associe o seu contato a algo positivo. Evite movimentos bruscos e fale com ele num tom suave.

- Incentive-o a brincar consigo o mais possível, tornando-o mais confiante e, consequentemente, menos medroso.

Obrigado,

Carlos Sousa

Rogério Abib

Temos três gatos, um deles desenvolveu nestes ultimos tempos um tipo de alergia, coça-se mto a ponto de fazer mtas feridas, seus pelos estão ralos, vive isolado, debaixo de cobertas, há pulga apesar do controle, será desenvolveu alergia picada de pulgas?

O veterinário responde

Bom dia Rogério,

A manifestação de prurido (comichão) é o sinal clínico mais comum para uma grande diversidade de doenças dermatológicas felinas, e uma das razões mais frequentes de apresentação à consulta dermatológica. O prurido pode ter origem em causas  dermatológicas, sistémicas, neurológicas e psicogénicas. A maioria das doenças dermatológicas pruríticas em gatos é causada por ectoparasitas  como as pulgas que referiu, mas também podem ser causadas por infeções bacterianas ou fúngicas, ou por reações de hipersensibilidade (alergias). 

Recomendo que se dirija com o seu gato  ao seu médico veterinário ou que procure um médico veterinário especializado em problemas dermatológicos para ajudar a controlar esse problema.

Obrigado,

Carlos Sousa