Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Braiane machado

Ola sr doutor eu tenho uma cadela de 1 mes e ela tem vindo a perder muito pelo e a pele dela tem saido Eu tenho medo do que lhe possa estar a acontecer ajude me por favor Atentamente braiane machado

O veterinário responde

Boa noite Braiane,

A alopécia ( presença de peladas) é um sinal clínico comum para uma grande diversidade de doenças de pele e uma das razões mais frequentes de apresentação à consulta dermatológica. A maioria das doenças de pele em gatos é causada por ectoparasitas (pulgas), infeções bacterianas ou fúngicas, por reações de hipersensibilidade (alergias) ou até mesmo por problemas endócrinos. Assim é importante determinar a causa deste problema, pelo que aconselho que consulte o seu médico veterinário para a realização de um exame geral e dermatológico à sua cadela.

Obrigado,

Carlos Sousa   

Luisa Martins Estrela Santos

Boa tarde, No verão vou viver para um T2 com varanda, e queria ter um cão mas nao sei quais as melhores raças para viver em apartamento.Adoro labradores mas nao sei se vai adaptar.Cumprimentos

O veterinário responde

Boa tarde Luisa,

De facto as raças de maior porte tendem a necessitar de um espaço mais amplo. Casas com terreno são mais indicadas para que eles possam ter espaço suficiente para correr e brincar. Tendencialmente, as raças pequenas são as que se melhor adaptam a viver em apartamento.

Na altura de escolher uma raça deve sempre analisar quais as que melhor se adaptam ao seu estilo de vida.

Obrigado,

Carlos Sousa

Tiago

Eu tenho um cão beagle com 12 anos, no final de Agosto do ano passado apareceu-lhe uma "bola" na da perna dt que aumentou para cerca de 2cm e estabilizou, agora apareceu no pescoço, estas "bolas/bolsas" são moles, parece líquido. Qual o tratamento? Cumps

O veterinário responde

Boa tarde Tiago,

são inúmeras as causas que podem levar ao aparecimento de massas ("bolas") nos nossos animais. Entre elas estão os tumores (benignos ou malignos), abcessos, hematomas, quistos etc. De qualquer forma, a existência de uma massa em qualquer parte do corpo deve ser sempre abordada com atenção, pelo que sugiro que consulte o seu médico veterinário no intuito de descobrir qual a origem da mesma.

Realço que fatores como o tamanho, localização, firmeza, temperatura, mobilidade, índice de crescimento e tempo do seu aparecimento são muito importantes para ajudar no diagnóstico. Existem também exames mais específicos (citologia, biopsia) que o seu médico veterinário poderá realizar que permitem identificar, com exactidão, qual o tipo de massa.

Obrigado,

Carlos Sousa    

Isabela

Bom dia Sr. Doutor,Tenho um chihuahua macho de 5 meses, bastante asseado, apenas faz as necessidades no resguardo, estou sempre a felicita-lo pela acção.A minha questão é... sendo assim tão asseado, será que vai marcar território?Cumprimentos

O veterinário responde

Boa noite Isabela,

Não é possível responder à sua questão uma vez que nem todos os cães se comportam da mesma forma quando iniciam a puberdade.

De facto, existem cães que quando entram na puberdade começam a marcar o território. Nestes casos, a orquiectomia (castração) costuma ser efectiva a eliminar este comportamento. 

Se o seu cachorro começar a manifestar esse comportamento recomendo que exponha ao seu médico veterinário.

Obrigado,

Carlos Sousa

Mónica Alves

Bom dia, a minha gatinha tem 9 mesinhos foi castrada em outubro e ultimamente vai areia esta la um bocado e nao urima passado uns 10m vai outra vez a areia e faz e anda nesse ciclo agora reparei que a urinar deita sangue pela urina ela come bem

O veterinário responde

Bom dia Mónica,

Quando um animal está com uma infeção urinária manifesta alguns sinais clínicos como urinar várias vezes e pouca quantidade (polaquiúria); micção lenta e dolorosa (estrangúria); presença de sangue na urina (hematúria); entre outros.

Assim sendo, é de extrema importância que se dirija, com a maior brevidade, com a sua gata ao médico veterinário. Este, após um exame clínico completo e a realização de exames complementares (análise de urina, ecografia), irá alcançar um diagnóstico e instituir o tratamento necessário.

Obrigado,

Carlos Sousa