Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Marta Silva

Bom dia Doutor,A minha gatinha tem 11 anos e há cerca de um ano que do olho esquerdo deita lágrimas avermelhadas, parece sangue. Já fui ao veterinário, mas disse-me apenas para limpar com soro. Quando chego a casa encontro pingas/manchas pelo chão.

O veterinário responde

Boa noite Marta,

A produção crónica (há um ano) de lágrima avermelhada não é comum. Caso o seu animal tenha pelagem clara, o excesso de produção crónico ou retenção de lágrima, de cor normal, no olho,  poderá criar um escurecimento (acastanhado/avermelhado) do pêlo no canto medial do olho, dando a sensação que a lágrima tem uma coloração avermelhada. 
O excesso de lágrima no olho (epífora) é o sinal mais comum de inflamação, irritação ou dor ocular. Este sinal é inespecífico e poderá ter enúmeras causas. 
Assim sendo, recomendo que procure  ajuda do seu médico veterinário que irá avaliar o seu animal, realizando os exames complementares que achar necessário, de forma a alcançar um diagnóstico definitivo e iniciar o tratamento adequado.

Obrigado,

Carlos Sousa

Diana Oliveira

Bom dia Dr., Porquê a minha gata coça muito os ouvidos e tem um cheiro estranho?

O veterinário responde

Boa noite Diana,

O ouvido normal no gato não apresenta odor e a quantidade de cerúmen é pouca ou ausente. Os sinais de alteração são na maioria das vezes: coçar os ouvidos, sacudir a cabeça ou pendê-la para um dos lados, dor à manipulação das orelhas, mau cheiro e excesso de cerúmen. Se o seu animal evidencia estes sinais, poderá estar a desenvolver uma otite. Posto isto, as causas de otite são várias e incluem: otites parasitárias (ácaros), otites bacterianas e otites fúngicas. Assim, o ideal seria que o seu gato fosse avaliado por um médico veterinário por forma a avaliar os ouvidos com um otoscópio, determinar se o tipo de agente envolvido e para que o tratamento adequado fosse instituído, uma vez que estas situações podem, por vezes, agravar-se.

Obrigado,

Carlos Sousa

Marcos Junior

Olá Dr. Coloquei minha cachorra pra cruzar faz 50 dias, os seios dela estão grandes mas a barriga dela não tá aquela barriga redonda, isso é normal ou será q ela não engravidou?

O veterinário responde

Boa noite Marcos.

O diagnóstico gestacional pode ser efetuado logo aos 25 dias de gestação através de uma ecografia. Pode, ainda, efetuar-se um raio-X a partir do 45º dia de gestação para saber, com bastante precisão, o número e o tamanho de cachorros, o que pode ter importância na altura do parto, para sabermos se já nasceram todos.

Recomendo, por isso, que se dirija com a sua cadela ao seu médico veterinário para confirmação da gestação. 

 Obrigado,

Carlos Sousa

Miguel Piedade

Boa Noite , Eu tenho uma cadelinha arraçada de Hiorkechaer , Agora tem 3 anos tem as vacinas em dia está desparasitada , Mas o animal é mto nervoso não pode ficar sózinha treme mto e chora mto quando saimos ,e não come quando fica sózinha ,

O veterinário responde

Boa noite Miguel,

Os sinais que refere são bastante inespecíficos, podendo estar presentes numa grande variedade de patologias. Poderá tratar-se apenas de ansiedade de separação. 

Recomendo que o seu cão seja consultado pelo seu médico veterinário, de forma a obter um diagnóstico definitivo. 

Obrigado,

Carlos Sousa

celine

estou para adquirir um cao para os meus filhos, estou indecisa entre um pug e um yorshire mini.para 1 apt qual o que me aconselha?o cão também irá ficar umas 5 horas p/dia sozinho...obrigada

O veterinário responde

Boa noite Celine,

A decisão de adquirir um animal de companhia é muito pessoal e deve ser realizada de forma consciente. Em família, deverão decidir qual das raças que refere é a que vos mais agrada. Estou convicto que irão ficar bastante agradados, seja qual for a escolha.

Obrigado,

Carlos Sousa