Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Soraia

Acolhi um cao pois o seu dono morreu e o cao apresenta feridas qe parecem ter sido causadas por parasitas, contudo apresenta um caroço na zona do serro, sera inchaço devido a alguma ferida ou sera algo pior? Obrigada

O veterinário responde

Boa noite Soraia,

existem várias afetações dermatológicas que podem causar um quadro como aquele que descreve ("feridas"). As causas podem ser: ectoparasitas (pulgas, piolhos, carraças etc.), alergias alimentares ou ambientais, queimaduras químicas ou físicas, infecçoes bacterianas ou fúngicas etc.

O aparecimento de massas (inchaços) deve ser abordado de modo criterioso, uma vez que, dada a localização, podem tratar-se de abcessos, tumores, etc. 

Assim sendo recomendo que o seu cachorro seja examinado por um médico veterinário com o intuito de obter um diagnóstico definitivo e iniciar a terapêutica adequada.

Obrigado,

Carlos Sousa

sofia

Bom dia,Vou adquirir um serra de estrela pura raça e gostaria de saber o que aconselha em relação a exercício e alimentação para esta raça.Obrigada,Sofia Bessa

O veterinário responde

Boa noite Sofia,

Existem no mercado uma grande variedade de rações que apresentam diferenças de qualidade e de preço. Deverá escolher uma ração que esteja associada a uma marca de referência e indicada para o seu animal (raça, peso, idade, etc). Uma boa ração deverá preencher todas as necessidades nutricionais para o seu cão, não sendo preciso introduzir outros alimentos.

Nos cães, a alimentação deve responder às necessidades nutricionais, de acordo com as seguintes fases: júnior (2 aos 12 meses), adulta (em média, dos 12 meses aos 7 anos), sénior (5 anos nos cães de raças grandes como é o caso).

Deve fornecer 3 a 4 refeições diárias até que este complete os 6 meses de idade e, a partir daí, pode reduzir a frequência para 2 refeições diárias. A quantidade de ração varia consoante a marca comercial. Consulte a tabela na embalagem que indica a quantidade (em gramas) de ração por dia de acordo o peso e idade do seu cachorro. Estas quantidades são uma média que poderá aumentar ou diminuir consoante a condição corporal do cachorro, adaptando portanto às suas necessidades.

A prática de exercício físico regular também ajuda no desenvolvimento de um cachorro saudável e feliz. Deverá então passear com o seu cão no mínimo 2 vezes por dia por um período nunca inferior a 30 minutos, estimulando-o também a brincar.

Obrigado,

Carlos Sousa

olga

Bom dia!Tenho um yorkshire e eu notei sabado que ele estava com a barriga muito dura mas no entanto fez as necessidades dele mt normais o que eu achei estranho foi que ele salta ,corre e sobia e descia o sofa e as escadas e agora evita sera alguma coisa

O veterinário responde

Boa noite Olga,

 A dificuldade que ele apresenta em saltar para o sofá ou em descer escadas pode estar associado a um problema de coluna,que em muitos casos se pode agravar irremediavelmente com o exercício. Se este sintoma apareceu de forma súbita seguramente tem uma justificação e como referi pode ser grave, pelo  que aconselho a procurar ajuda de um médico veterinário, que fará um exame clínico completo e eventualmente radiografias ou outros exames que considere necessários para chegar a um diagnóstico.

 

Obrigado,

Carlos Sousa

tracy

Bom dia tenho uma cadela que as vezes arrancar os pelos, a minha pergunta e o que fazer?

O veterinário responde

Boa noite Tracy,

O sinal que descreve é um sinal clínico comum para uma grande diversidade de doenças dermatológicas, e uma das razões de apresentação à consulta dermatológica. A maioria das doenças de pele é causada por ectoparasitas (pulgas, ácaros), infeções bacterianas ou fúngicas, ou por reações de hipersensibilidade (alergias).

Assim sendo, sugiro que a sua cadela seja examinado por um médico veterinário para investigar  a causa desse comportamento.

Obrigado,

Carlos Sousa

Marisa ferreira

O meus cão tem um olho irritado sempre a esbagoar e cossa com a pata, o olho, hoje fomos a praia e andamos a dar uma caminha na floresta. Acha que posso por visadron?

O veterinário responde

Boa noite Marisa,

Aesar de não dar para perceber ao certo o que se está a passar no olho do seu cão, é obvio o desconforto por ele sentido. Podemos estar perante algum quadro de infeção, seja por trauma ou por alguma patologia. Desta forma, deverá dirigir-se ao seu médico veterinário com brevidade para que o problema possa ser resolvido, visto que o desconforto ocular está de facto presente neste caso.

O produto que refere é um descongestionante ocular. Não tem contra-indicação o seu uso, porém reforço que é fundamental chegar à causa do problema o que pressupõe um exame oftalmológico.

Obrigado,

Carlos Sousa