Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Isabel

Boa noite! Tenho uma tartaruga pequena, ontem reparei que tinha uma patinha bastante inchada e quando molhada parece ter na perna uma membrana esbranquiçada, estando seca essa membrana escurece.O que pode ser? Como tratar?

O veterinário responde

Boa noite Isabel,

O âmbito deste site diz apenas respeito ao gato e cão como animais de companhia. Assim, deverá procurar ajuda junto de um médico veterinário especialista nestas espécies.

Obrigado,

Carlos Sousa

Diana

Boa noite. O meu gato tem estado durante 2 dias a salivar em demasia , caem pequenas pingas de saliva de vez em quando e ao acordar tem o cobertor todo molhado, no entanto continua a comer, brincar , e a fazer tudo normalmente , o que pode ser ? Obrigada.

O veterinário responde

Boa noite Diana,

Apenas pela sua descrição não é possível, como compreende, alcançar um diagnóstico. A sialorreia (salivação excessiva) pode dever-se a úlceras orais, problemas dentários, presença de corpos estranhos na cavidade oral, náuseas, ingestão de substâncias nocivas, entre outros. É por isso importante que se dirija com o seu gato ao médico veterinário para que este possa após um exame clínico geral e uma inspeção cuidada da cavidade oral alcançar um diagnóstico e instituir o tratamento necessário.

Obrigado,

Carlos Sousa

Pedro

Boa tarde, tenho uma gata com cerca de 8 anos, á pouco tempo apareceu-lhe uma bolha na barriga, o que pode ser?

O veterinário responde

Boa noite Pedro,

O aparecimento de lesões na pele como pequenas borbulhas pode ser indicativo de um problema dermatológico (como por exemplo uma infeção de pele), que necessita de ser explorado. Assim aconselho que consulte o seu médico veterinário para a realização de um exame dermatológico que permita diagnosticar o tipo de lesão, o que por vezes requer exames de diagnóstico complementares, e institua o tratamento mais adequado.

Obrigado,

Carlos Sousa

cristina ribeiro

Bom dia Dr estou muito aflita, tenho um rafeiro alentejano com 10 anos , ha cerca de 3 meses fui trabalhar para fora e deixei ao cuidado dos meus sogros ontem quando o fui ver o meu cao esta com uma pelada enorme no dorso e magro,cheio de bichos

O veterinário responde

Bom dia Cristina,

A alopécia (aparecimento de peladas) é um sinal clínico comum para uma grande diversidade de doenças dermatológicas, e uma das razões mais frequentes de apresentação à consulta dermatológica. A maioria das doenças de pele em gatos é causada por ectoparasitas (pulgas), infeções bacterianas ou fúngicas, ou por reações de hipersensibilidade (alergias). Só depois de descartar as causas citadas é que se poderá chegar a um diagnóstico de alopecia psicogénica.

Aconselho que consulte com brevidade o seu médico veterinário para a realização de um exame geral, dermatológico e se necessário uma consulta de comportamento ao seu cão.

Obrigado,

Carlos Sousa

Raquel

O meu cão coça-ser muito, no entanto não tem bichos, já está a ficar com falta de pêlo em algumas partes do corpo, não sei o que deva fazer ou o que lhe deva dar para que ele não se coce. O que o Dr. sugere? Cumprimentos

O veterinário responde

Boa noite Raquel,

A manifestação de prurido (comichão) é o sinal clínico mais comum para uma grande diversidade de doenças dermatológicas caninas, e uma das razões mais frequentes de apresentação à consulta dermatológica. O prurido pode ter origem em causas  dermatológicas, sistémicas, neurológicas e psicogénicas. A maioria das doenças dermatológicas pruríticas em cães é causada por ectoparasitas (pulgas), infeções bacterianas ou fúngicas, ou por reações de hipersensibilidade (alergias). Como referido, o prurido pode ter muitas causas, logo a sua abordagem clínica não se limita às doenças de pele. Assim, deverá dirigir-se com a sua cadela ao seu médico veterinário com o objetivo de diagnosticar a causa deste problema e instituir a terapêutica necessária.

Obrigado,

Carlos Sousa