Formulário de procura

O Veterinário responde

Fale com o nosso veterinário e esclareça as suas dúvidas..

Pergunta enviada

O nosso veterinário responderá à sua questão em breve.

Saiba tudo
sobre nutrição,
saúde e bem-estar
do seu animal de
estimação.

Conheça o nosso veterinário

Dr. Carlos Sousa

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Carlos Sousa, licenciou-se pela Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa em 1991, realizando um sonho que alimentava desde criança.

Completou a sua licenciatura com o estágio curricular, na Faculdade Veterinária de Leon, em Espanha, e no Instituto Veterinário do Parque, em Lisboa.

Trabalhou na União Zoófila de Lisboa, no Consultório Veterinário do Barreiro e no Hospital Veterinário dos Foros, antes de realizar um internato de um ano na École Veterinaire D’Alford, em França, nas áreas de cirurgia, ecografia e medicina interna de animais de companhia.

Durante este período frequentou diariamente a clínica oftalmológica do conceituado oftalmologista Marc Simon, com quem participou em inúmeras consultas e cirurgias oftálmicas, tendo então despertado particular interesse por esta área.

Ao longo dos 20 anos que se seguiram, participou em centenas de congressos e cursos em todo o mundo.

Realizou por várias vezes períodos de treino prático em Hospitais Veterinários de referência em Espanha, França, Reino Unido e EUA, em áreas como oftalmologia, ortopedia, medicina interna e emergências médicas.

Realizou várias formações na área de Gestão Médica.

Fundou, em 1994, a Clínica Veterinária da Póvoa, que num percurso de crescimento deu lugar ao Hospital Veterinário da Póvoa, onde é atualmente diretor clínico.

Coloque-nos as suas dúvidas

Esta área de perguntas e respostas só está disponível para Portugal. No entanto, poderá consultar em baixo as questões colocadas pelos utilizadores ao nosso veterinário.

Diana Fernandes

Bom dia.Sou de Coimbra e gostaria de marcar uma tosquia para a minha cadela. Para onde posso ligar para marcar?

O veterinário responde

Boa noite Diana,

Poderá aconselhar-se junto do veterinário que acompanha a sua cadela acerca dos estabelecimentos que existam na sua área de residência que façam banhos e tosquias.

Obrigado,

Carlos Sousa

Cláudio cardoso

Boa tarde, é possível retirar as unhas de um gato definitivamente?

O veterinário responde

Boa noite Cláudio,

Esse procedimento é proibido por razoes éticas e de bem-estar animal.

Obrigado,

Carlos Sousa

Nicole

Eu queria saber se a gatas tem priodo e se suja o chão. Mas o que queria saber porque tenho um bebé de 10 meses, era se é possível retirar por completo as unhas de um gato e se lhes causa sofrimento.? E quanto custa.

O veterinário responde

Bom dia Nicole,

As gatas são animais poliéstricos estacionais, ou seja, o ciclo reprodutivo na gata é influenciado pela temperatura e pela luz solar. O primeiro cio pode surgir entre os 6 e os 9 meses de idade. A duração média do cio nas gatas é de 7 dias, com intervalos de 2 a 3 semanas, e portanto existem vários períodos de cio ao longo da época reprodutiva (Primavera/Verão). Neste período as gatas manifestam alterações comportamentais e não se observa corrimento vaginal.

A administração da pílula tem contraindicações sérias, e por essa razão não aconselho nunca o seu uso. A sua utilização pode culminar em infeções uterinas e tumores mamários, não sendo o método contracetivo mais aconselhável. A melhor opção é, sem dúvida, a esterilização (ovariohisterectomia): é definitiva, evita os inconvenientes do cio, evita ninhadas indesejadas e traz grandes benefícios na prevenção de doenças do trato reprodutivo. A médio e longo prazo acaba por ser a solução mais económica. A esterilização nas gatas é recomendada a partir dos 5-6 meses de idade, antes do primeiro cio, porque reduz significativamente o risco de  aparecimento de tumores mamários e outras patologias do trato reprodutivo. Caso já tenha ocorrido o primeiro cio, a esterilização está mais indicada num período em que a gata não esteja no cio, uma vez que a cirurgia será mais simples e com menor risco.

Obrigado,

Carlos Sousa

Francisco

Muito boa tarde, tenho um coelhinho, que penso que tem podermatite, pelo que pesquisei. De entre várias hipóteses que estive a ver, comecei a aplicar-lhe lauroderme, mas não sei se é o mais adequado, se faz efeito ou se pode ser prejudicial para ele...

O veterinário responde

Boa noite Francisco,

O âmbito deste site diz apenas respeito ao gato e cão como animais de companhia. Assim, deverá procurar ajuda junto de um médico veterinário especialista nestas espécies.

Obrigado,

Carlos Sousa

silvia simoes

tenho 3 gatos e há cerca de 1 mês uma das fêmeas foi sujeita a uma cirurgia.no regresso a casa foi se levasse um animal novo ( sei que é normal ).voltou ao mesmo com a outra femea mas com o macho não, estão muito agressivos. existe algum spray que ajude?

O veterinário responde

Boa tarde Silvia,

A sua outra gata pode não estar a aceitar muito bem a gata que foi esterilizada pelo simples facto de sentir um cheiro diferente, visto ter estado num local (Clinica/hospital veterinário) por onde passam diversos animais. Contudo, mantendo-se essa agressividade, deverá castrar/esterilizar todos os animais para evitar novas situações de agressividade. Existem no mercado difusores que libertam feromonas que diminuem os níveis de stress e podem ajudar a controlar a agressividade entre eles.

Obrigado,

Carlos Sousa