Formulário de procura

As carraças: como prevenir e combater?

Parasitas

00:00
A sua classificação: Nenhum (1 vote)

Enviar vídeo a um amigo

Preencha os campos indicados em baixo.

Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

O vídeo foi enviado.

Ocorreu um erro ao enviar o seu vídeo.

Tente novamente.

Descrição

Existem mais de 600 espécies de carraças no mundo e algumas dezenas em Portugal. Com o aumento médio da temperatura, o número destes parasitas aumenta e, com elas, o número de doenças que transmitem.

Existem mais de 600 espécies de carraças no mundo e algumas dezenas em Portugal. Com o aumento médio da temperatura, o número destes parasitas aumenta e, com elas, o número de doenças que transmitem.

As carraças desenvolvem as diferentes fases da sua evolução em 2 ou mais hospedeiros, acabando por por milhares de ovos, que espalhados no terreno eclodem e se fixam no primeiro hospedeiro que por ali passar.

Algumas destas carraças transportam consigo agentes microscópicos que transmitem aos cães, gatos, humanos, etc., causando um leque de doenças graves.

As carraças adultas estão mais ativas na primavera e no outono. É por isso muito importante, sobretudo nestas épocas, prevenir a infestação por carraças nos nossos animais domésticos.

Existem alguns produtos no mercado para matar e prevenir novas infestações. São exemplos: a coleira com inseticida, banhos com produtos carracidas, sprays antiparasitários e gotas cutâneas conhecidas como (spot on), que duram todos eles de 1 a 3 meses

As zonas com ervas altas e secas são o habitat preferido das carraças, pelo que deve evitar passear o seu cão nestas zonas.

Depois do passeio diário, deve inspecionar o seu animal, minuciosamente, sobretudo nas patas, entre os dedos e nas orelhas .

Se detetar uma carraça já fixa, não a deve arrancar, sem antes a “adormecer” com um pouco de álcool ou éter, para que não deixe o “ferrão” no cão, evitando provocar uma reação  no local.

Comentários