Formulário de procura

Devo lavar os dentes ao meu cão ou gato?

Higiene

00:00
5
A sua classificação: Nenhum (9 votes)

Enviar vídeo a um amigo

Preencha os campos indicados em baixo.

Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

O vídeo foi enviado.

Ocorreu um erro ao enviar o seu vídeo.

Tente novamente.

Descrição

A doença periodontal é a doença mais frequente nos cães. Para além de estar associada a mau hálito, desconforto, perda de dentes e dificuldade em mastigar os alimentos, pode também afetar outros órgãos vitais, como o coração, rins, fígado, através da entrada das bactérias que se encontram na boca do animal na corrente sanguínea.

A doença periodontal é a doença mais frequente nos cães. Para além de estar associada a mau hálito, desconforto, perda de dentes e dificuldade em mastigar os alimentos, pode também afetar outros órgãos vitais, como o coração, rins, fígado, através da entrada das bactérias que se encontram na boca do animal na corrente sanguínea.

Como todos sabemos, a lavagem dos dentes é de longe a forma mais eficaz de prevenir a formação de tártaro e a doença periodontal, uma vez que remove restos de comida que ficam na boca e, principalmente, a placa bacteriana que se encontra nos dentes.

O ideal seria uma lavagem diária ou, pelo menos, quatro vezes por semana.

Deve ser utilizada uma pasta dentífrica especialmente desenvolvida para animais. O dentífrico dos humanos pode causar irritação no estômago dos animais.

A escovagem é sempre mais fácil quando se utiliza uma escova própria para cão ou gato. Porém, estas escovas são difíceis de adquirir, pelo que poderá optar por uma escova macia de criança para gato um cão de porte pequeno e de adulto para um cão de porte grande.

O ideal é habituar o animal, desde pequeno, a lavar diariamente os dentes. Se, no entanto, o seu cão já for adulto, deve tentar iniciar esta prática o quanto antes. Para isso deve:

- Começar por oferecer-lhe o dentífrico sem tentar escovar, para que se habitue ao sabor da pasta. Se necessário, dê-lhe um biscoito de recompensa no final. Faça isto diariamente, durante uma semana.

- Calce uma luva e espalhe a pasta por toda a boca, massajando ao longo dos dentes e da gengiva. Uma vez mais, poderá dar-lhe um biscoito de recompensa no final. Repita este procedimento até que ele se habitue.

- Por fim, calmamente, introduza a escova.

- Ao lavar os dentes, deve ter o cuidado de limpar melhor junto à gengiva, já que nos cães a formação de placa é mais preocupante do que a formação de cáries.

- É importante que vá falando com o seu animal para que ele não se assuste e que o recompense no final de cada etapa com carícias ou com um biscoito.