Formulário de procura

A obesidade e o exercício físico em cães e gatos

Exercício Físico

00:00
5
A sua classificação: Nenhum (8 votes)

Enviar vídeo a um amigo

Preencha os campos indicados em baixo.

Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

O vídeo foi enviado.

Ocorreu um erro ao enviar o seu vídeo.

Tente novamente.

Descrição

À semelhança do que tem vindo a acontecer com os humanos, os nossos animais de estimação sofrem, cada vez mais, de obesidade, sendo que 1 em cada 3 cães e 1 em cada 10 gatos, tem excesso de peso ou são obesos.

À semelhança do que tem vindo a acontecer com os humanos, os nossos animais de estimação sofrem, cada vez mais, de obesidade, sendo que 1 em cada 3 cães e 1 em cada 10 gatos, tem excesso de peso ou são obesos.

E, mais uma vez, tal como acontece connosco, a obesidade nos animais também representa um risco para a saúde, aumentando o risco de aparecimento de artrites, doenças cardíacas, diabetes, hipertensão, etc.

Para combater a obesidade, é necessário não só passar a administrar um alimento especificamente formulado para a perda de peso, como também alterar os hábitos diários. É fundamental associar o exercício físico para manter ou atingir o peso desejado. O mais importante é o animal mexer-se, quer seja através de um passeio mais prolongado ou com jogos e brincadeiras, nomeadamente, com uma bola.

É, no entanto, muito importante adaptar a intensidade e o tipo de exercício físico à condição física do animal. O exercício físico intensivo é contraindicado em alguns animais, como é o caso de animais com problemas articulares provocados pela obesidade.