Formulário de procura

Sabia que o número sete das “7 vidas” do gato têm um significado místico?

Acredita-se que este mito se deve ao fato dos gatos raramente ficarem doentes.

5
A sua classificação: Nenhum (3 votes)

Enviar artigo a um amigo

Preencha os campos indicados em baixo.

Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

O artigo foi enviado.

Ocorreu um erro ao enviar o seu artigo.

Tente novamente.

Acredita-se que este mito se deve ao fato dos gatos raramente ficarem doentes, pois possuem um forte sistema imunitário e são extremamente resistentes no meio ambiente.

As suas particularidades anatómicas e fisiológicas, ou seja, o tamanho e a estrutura dos seus músculos, aliados ao baixo peso, permitem-lhes efetuar saltos bastante ousados. Além disso, são exímios equilibristas, mesmo em situações de queda.

Estas características, juntamente com uma grande flexibilidade, agilidade, destreza, garras afiadas, visão e audição apuradas, permitem que muitas vezes, os felinos saiam ilesos de situações de risco.

O porquê de ser “sete” e não outro número, prende-se com o fato do número sete ter um significado místico, pois é um dos algarismos de maior conotação mágica. Esta lenda surgiu da Idade Média, em que os gatos, assim como as bruxas e os magos, eram vítimas da Inquisição. Apesar dos esforços para acabar com eles, dificilmente diminuíam em número, isto porque havia muitos dos seus defensores que os escondiam e criavam secretamente. No entanto, por terras inglesas referem que têm nove vidas. O número nove representa a vida e a abundância. Ainda que seja impossível apontar a origem exata da lenda, acredita-se que esteja na Idade Média, quando se imaginava que as bruxas se associavam aos gatos, principalmente aos de pelagem preta.