Formulário de procura

Sabia que o crescimento bacteriano diminui o apetite dos cães?

A formação do tártaro é um problema usual nos cães, tal como nos humanos.

5
A sua classificação: Nenhum (1 vote)

Enviar artigo a um amigo

Preencha os campos indicados em baixo.

Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

O artigo foi enviado.

Ocorreu um erro ao enviar o seu artigo.

Tente novamente.

A formação do tártaro é um problema usual em animais, tal como nos humanos, podendo arcar consequências desagradáveis para ambos.

Placa dentária: é um biofilme composto por milhões de bactérias que, juntamente com saliva e detritos alimentares, se depositam na superfície do dente.

Tártaro: quando a placa dentária não é removida, é mineralizada pelo cálcio salivar, levando à formação do tártaro, um depósito duro e castanho observado na superfície do dente. O crescimento bacteriano causa inflamação das gengivas (vermelhas), o que provoca desconforto e diminuição do apetite do animal.

Mobilidade dentária: numa fase mais avançada, as bactérias alojam-se junto à raiz do dente e atacam o osso no qual está implantado, havendo risco de queda do dente e formação de abcessos.